terça-feira, 10 de abril de 2012

Quem tem uma Graciete na sua vida, tem tudo !
Os Amigos mais chegados conhecem a Graciete (não ter um dona no início do nome não é, de qualquer modo, desrespeitador para a minha Graciete) há anos, quando chegávamos do colégio e tínhamos preparadas as salsichas frescas grelhadas e mousse de chocolate que, inevitavelmente, dava largas à abertura das hostes de uma guerra de comida...
Conheço a Graciete desde miúda, quando ia a casa dela pedir-lhe para fazer bolos de aniversário para a minha Mãe e quando ainda não tinha qualquer noção do dinheiro e do custo das coisas, e depois quando veio tratar da  casa da minha família.
Actualmente, a Graciete é a senhora que me trata da casa, da roupa, das minhas plantas, que traz malmequer para plantarmos em conjunto, que rega a horta quando vou de férias, que arranja jardineiro para podar as árvores do jardim, que me ouve quando estou tristonha, que me faz croquetes e empadas para o jantar, que trata de mim !
É seguramente a minha terceira Avó e todos os dias dá provas do seu carinho e amizade por mim e eu troco-os por limões, espinafres, panelas novas que não uso e outros miminhos...
Hoje cheguei a casa e deparei-me com dois pequenos gatinhos de porcelana e um candeeiro com uma boneca em porcelana.
Acho que isto é amor ! Olhar para estas obscenidades e pensar que são lindas, apenas por terem sido oferecidas por alguém especial, muito especial.

P.S. - Esperemos que a minha Graciete ainda não saiba o que é a internet !!

2 comentários:

  1. Aproveita que Gracietes já há poucas! Agora só se arranjam: Masha, Dasha, Olia, Sasha, Irina...

    ResponderEliminar